Opiniões e sugestões para layout de partições

classic Classic list List threaded Threaded
14 messages Options
Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Opiniões e sugestões para layout de partições

Cleverson Casarin Uliana-2
Prezados, já instalei Gentoo algumas vezes, agora comprei outra máquina
e quero instalar denovo. Desta vez gostaria de caprichar mais no esquema
(layout) das partições. O que eu queria é manter uma separação clara
entre os dados que o Portage usa (incluindo os fontes dos programas) e
os binários do sistema propriamente dito, que vou usar diariamente. Pelo
que li até agora, a documentação do ArchLinux que eu também ggosto
bastante é um pouco mais didática nesse ponto, mas enfim, no caso do
Gentoo, pensei no seguinte esquema, tudo em partições lógicas, peço por
favor opiniões e sugestões:

Uma partição em ext2 para o /boot, conforme sugere o Handbook. Não sei
até que ponto isso é realmente bom no caso de um  desktop, a única
vantagem que entendi é que ele não requer um filesystem com journaling,
não sei se isso influi no desempenho...

Uma partição com ext4 para a raiz, o / e outra também com ext4 para o
/home. Ext4 pelo que li é hoje o melhor em estabilidade e desempenho e
ao mesmo tempo é fácil redimencionar quando precisar, tem mais ferramentas.

Uma preiserFS para o /var e outra também reiserFS para o /usr/portage.
Aqui o bicho pega um pouco. Diz-se que reiserFS vai bem com arquivos
pequenos, não sei se isso ainda se aplica hoje em dia, aí pensei no /var
com reiserFS. Na verdade, gostaria de usar essa mesma partição do /var
para o /usr/portage, mas não dá pra montar a mesma partição em dois
diretórios diferentes ao mesmo tempo, né? Pelo que li no Handbook,
poderia também alterar o caminho dos dados do portage modificando
variáveis como PORTDIR, DISTDIR, etc. Não sei se isso ajudaria de algum
modo nesse meu caso?

Como informação, meu desktop aqui é aquele modelo básico da Dell, o
Vostro 260s, com Intel Core I3 de 3.2 GHZ, 4gb de RAM e chipset Intel
com tudo integrado. No caso, vou usar o AMD64.

é isso. Grato e forte abraço.
Cleverson

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Raphael Bastos
Se tu vai usar o / com menos de 1TB recomendo nem separar o /boot. Não
faz mais sentido visto que o grub, que é default tem compatibilidade
tranquila quanto a isso.

Se quer separar os balagandan do portage, cria uma partição só pro
/usr/portage. É o suficiente. O /usr/portage/distfiles/ tem os fontes,
e o /usr/portage/packages/ os pacotes *.tbz2 (caso tu gere os mesmos).

Ext4 eu recomendo muito. Caso tu tenha uma controladora de HD com
bateria, ou use um nobreak confiável recomendo desativar o barrier do
EXT4 pra ter um desempenho fodástico. Qualquer dúvida leia ae meu
artigo http://wiki.hackstore.com.br/index.php?title=Solucionando_problemas_de_Load_average_alto_com_EXT4
NÃO USE LVM! é uma bosta e desnecessário caso não precise definir na
pinta o tamanho da partição (heartbeat, etc)
ReiserFS é obsoleto após o ext4, sério. Siga a diga do nobarrier. rs

Se quer melhoria de desempenho ative o CCACHE. Vai te dar um ganho
legal em compilações repetidas.


Pro seu processador, recomendo o make.conf abaixo:

#######
CHOST="x86_64-pc-linux-gnu"
CFLAGS="-march=core2 -O2 -pipe"
CXXFLAGS="${CFLAGS}"
PORT_LOGDIR="/var/log/portage"

ACCEPT_LICENSE="*"

CCACHE_DIR="/var/tmp/catalyst/ccache"
CCACHE_SIZE="5G"

FEATURES="distlocks metadata-transfer sandbox sfperms strict
parallel-fetch buildpkg ccache"

######

Qualquer dúvida tamos ae.


Att,
Raphael Bastos

===============================================
Bastos Service Manutenção Industrial Ltda.
http://www.bastosservice.com.br
Linux Reg. User: 388431  //  LPI ID: LPI000214711
email:~> $ echo "vgepqnqikcBdcuvquugtxkeg0eqo0dt" | perl -pe \
's/(.)/chr(ord($1)-2)/ge'
Projeto pessoal:~> http://wiki.hackstore.com.br
===============================================


Em 9 de setembro de 2012 23:00, Cleverson Casarin Uliana
<[hidden email]> escreveu:

> Prezados, já instalei Gentoo algumas vezes, agora comprei outra máquina e
> quero instalar denovo. Desta vez gostaria de caprichar mais no esquema
> (layout) das partições. O que eu queria é manter uma separação clara entre
> os dados que o Portage usa (incluindo os fontes dos programas) e os binários
> do sistema propriamente dito, que vou usar diariamente. Pelo que li até
> agora, a documentação do ArchLinux que eu também ggosto bastante é um pouco
> mais didática nesse ponto, mas enfim, no caso do Gentoo, pensei no seguinte
> esquema, tudo em partições lógicas, peço por favor opiniões e sugestões:
>
> Uma partição em ext2 para o /boot, conforme sugere o Handbook. Não sei até
> que ponto isso é realmente bom no caso de um  desktop, a única vantagem que
> entendi é que ele não requer um filesystem com journaling, não sei se isso
> influi no desempenho...
>
> Uma partição com ext4 para a raiz, o / e outra também com ext4 para o /home.
> Ext4 pelo que li é hoje o melhor em estabilidade e desempenho e ao mesmo
> tempo é fácil redimencionar quando precisar, tem mais ferramentas.
>
> Uma preiserFS para o /var e outra também reiserFS para o /usr/portage. Aqui
> o bicho pega um pouco. Diz-se que reiserFS vai bem com arquivos pequenos,
> não sei se isso ainda se aplica hoje em dia, aí pensei no /var com reiserFS.
> Na verdade, gostaria de usar essa mesma partição do /var para o
> /usr/portage, mas não dá pra montar a mesma partição em dois diretórios
> diferentes ao mesmo tempo, né? Pelo que li no Handbook, poderia também
> alterar o caminho dos dados do portage modificando variáveis como PORTDIR,
> DISTDIR, etc. Não sei se isso ajudaria de algum modo nesse meu caso?
>
> Como informação, meu desktop aqui é aquele modelo básico da Dell, o Vostro
> 260s, com Intel Core I3 de 3.2 GHZ, 4gb de RAM e chipset Intel com tudo
> integrado. No caso, vou usar o AMD64.
>
> é isso. Grato e forte abraço.
> Cleverson
>

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Daniel da Veiga
In reply to this post by Cleverson Casarin Uliana-2
Hoje em dia, e em um desktop, eu não faria partições.
Ficar lidando com falta de espaço ou espaço desperdiçado em uma
partição é um problema que não preciso na minha lista, e aprendi ao
longo do tempo (são 8 anos com a mesma instalação do Gentoo e mais uma
meia dúzia de outros mais novos) que isso invariavelmente acontece.

Não vejo motivo para separar estes dados, visto que não atrapalham em
nada, não diminuem ou aumentam o desempenho consideravelmente (que dê
para notar em um sistema moderno). Qualquer tentativa mirabolante de
aumentar o desempenho vem com seus problemas e perigos.

Hoje qualquer lixinho vem com HD de 500GB no novo sistema de 4K, no
qual eu criaria apenas uma partição, ext4, alinhada, usando GPT de
preferência. Não tenho usado 64 bits por pura e simples preguiça,
embora a maioria dos processadores nos meus sistemas suporte, não vejo
nenhum ganho real (novamente, o ganho é ínfimo para os meus usos, e os
estorvos são grandes). Usar testing (~) também mudou minha vida para
melhor, embora tenha achado alguns bugs ao longo das atualizações...
Tenho experimentado o Funtoo e gostei dele, mas o fato do sistema de
pacotes não funcionar atrás de proxy tirou um pouco do encanto.

2012/9/9 Cleverson Casarin Uliana <[hidden email]>:

> Prezados, já instalei Gentoo algumas vezes, agora comprei outra máquina e
> quero instalar denovo. Desta vez gostaria de caprichar mais no esquema
> (layout) das partições. O que eu queria é manter uma separação clara entre
> os dados que o Portage usa (incluindo os fontes dos programas) e os binários
> do sistema propriamente dito, que vou usar diariamente. Pelo que li até
> agora, a documentação do ArchLinux que eu também ggosto bastante é um pouco
> mais didática nesse ponto, mas enfim, no caso do Gentoo, pensei no seguinte
> esquema, tudo em partições lógicas, peço por favor opiniões e sugestões:
>
> Uma partição em ext2 para o /boot, conforme sugere o Handbook. Não sei até
> que ponto isso é realmente bom no caso de um  desktop, a única vantagem que
> entendi é que ele não requer um filesystem com journaling, não sei se isso
> influi no desempenho...
>
> Uma partição com ext4 para a raiz, o / e outra também com ext4 para o /home.
> Ext4 pelo que li é hoje o melhor em estabilidade e desempenho e ao mesmo
> tempo é fácil redimencionar quando precisar, tem mais ferramentas.
>
> Uma preiserFS para o /var e outra também reiserFS para o /usr/portage. Aqui
> o bicho pega um pouco. Diz-se que reiserFS vai bem com arquivos pequenos,
> não sei se isso ainda se aplica hoje em dia, aí pensei no /var com reiserFS.
> Na verdade, gostaria de usar essa mesma partição do /var para o
> /usr/portage, mas não dá pra montar a mesma partição em dois diretórios
> diferentes ao mesmo tempo, né? Pelo que li no Handbook, poderia também
> alterar o caminho dos dados do portage modificando variáveis como PORTDIR,
> DISTDIR, etc. Não sei se isso ajudaria de algum modo nesse meu caso?
>
> Como informação, meu desktop aqui é aquele modelo básico da Dell, o Vostro
> 260s, com Intel Core I3 de 3.2 GHZ, 4gb de RAM e chipset Intel com tudo
> integrado. No caso, vou usar o AMD64.
>
> é isso. Grato e forte abraço.
> Cleverson
>



--
Daniel da Veiga

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Thiago Nunes-3
In reply to this post by Raphael Bastos
Em 9 de setembro de 2012 23:12, Raphael Bastos
<[hidden email]> escreveu:

> Se quer melhoria de desempenho ative o CCACHE. Vai te dar um ganho
> legal em compilações repetidas.

Quanto ao ccache eu não recomendo o uso, ele tem ganhos em usos muito
específicos e para os usuários comuns na grande maioria das vezes não
consegue aproveitar o cache em função de simples mudança de versão em
dependências do software que esta sendo compilado, gerando mais
overhead pelo tratamento do cache que ganho de tempo. Ou seja, tu
recompila a mesma versão de um software mas em função de uma
biblioteca que é dependência e foi atualizada o cache é inútil.
Recomendo a leitura do seguinte artigo:
http://blog.flameeyes.eu/2010/07/debunking-ccache-myths-redux

> Pro seu processador, recomendo o make.conf abaixo:
>
...
> CFLAGS="-march=core2 -O2 -pipe"

Acho que definir o "-march" em "corei7", "corei7-avx" ou "core-avx-i"
pode ser mais proveitoso para um core i3. Na verdade acho que o mais
recomendavel atualmente é usar "-march=native" e deixar o gcc mesmo
escolher o que é melhor para o processador onde ele está rodando.

Leia o man do gcc, procure direto por "corei7" que tu já cai na lugar
certo. Depois bata o que diz o man contra as especificações do seu
processador. Um modo de ver as especificações é com "grep flags
/proc/cpuinfo | head -n 1". Outra é procurando pelo teu modelo direto
em "http://ark.intel.com/".

--
thiago

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Raphael Bastos
Oi,

Boa Thiago Nunes, realmente não lembrada da flag "native" do GCC.
E realmente eu recomendei usar ccache apenas em situações de
"compilações repetidas" como disse acima, fora isso concordo que é
perda de tempo mesmo. :D

E muito boa a proposta do Funtoo Daniel, porém não tive saco ainda pra
testar. Queria testar o metro, visto que o catalyst pra gerar stages
personalizados de uns 2 anos pra cá tá uma
merda.

Att,
Raphael Bastos

===============================================
Bastos Service Manutenção Industrial Ltda.
http://www.bastosservice.com.br
Linux Reg. User: 388431  //  LPI ID: LPI000214711
email:~> $ echo "vgepqnqikcBdcuvquugtxkeg0eqo0dt" | perl -pe \
's/(.)/chr(ord($1)-2)/ge'
Projeto pessoal:~> http://wiki.hackstore.com.br
===============================================


Em 10 de setembro de 2012 02:07, Thiago Nunes
<[hidden email]> escreveu:

> Em 9 de setembro de 2012 23:12, Raphael Bastos
> <[hidden email]> escreveu:
>
>> Se quer melhoria de desempenho ative o CCACHE. Vai te dar um ganho
>> legal em compilações repetidas.
>
> Quanto ao ccache eu não recomendo o uso, ele tem ganhos em usos muito
> específicos e para os usuários comuns na grande maioria das vezes não
> consegue aproveitar o cache em função de simples mudança de versão em
> dependências do software que esta sendo compilado, gerando mais
> overhead pelo tratamento do cache que ganho de tempo. Ou seja, tu
> recompila a mesma versão de um software mas em função de uma
> biblioteca que é dependência e foi atualizada o cache é inútil.
> Recomendo a leitura do seguinte artigo:
> http://blog.flameeyes.eu/2010/07/debunking-ccache-myths-redux
>
>> Pro seu processador, recomendo o make.conf abaixo:
>>
> ...
>> CFLAGS="-march=core2 -O2 -pipe"
>
> Acho que definir o "-march" em "corei7", "corei7-avx" ou "core-avx-i"
> pode ser mais proveitoso para um core i3. Na verdade acho que o mais
> recomendavel atualmente é usar "-march=native" e deixar o gcc mesmo
> escolher o que é melhor para o processador onde ele está rodando.
>
> Leia o man do gcc, procure direto por "corei7" que tu já cai na lugar
> certo. Depois bata o que diz o man contra as especificações do seu
> processador. Um modo de ver as especificações é com "grep flags
> /proc/cpuinfo | head -n 1". Outra é procurando pelo teu modelo direto
> em "http://ark.intel.com/".
>
> --
> thiago
>

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Cleverson Casarin Uliana-2
In reply to this post by Raphael Bastos
Buenas,

Em 09/09/2012 23:12, Raphael Bastos escreveu:
> Se tu vai usar o / com menos de 1TB recomendo nem separar o /boot. Não
> faz mais sentido visto que o grub, que é default tem compatibilidade
> tranquila quanto a isso.
>
Legal, pretendo inclusive instalar grub2 por conta de alguns recursos
como o bipe.

> Se quer separar os balagandan do portage, cria uma partição só pro
> /usr/portage. É o suficiente.
>
Mas, pelo que entendo, ao compilar um programa é feito muita atividade
no /var, isso não faz nenhuma diferença se estiver na mesma partição do
sistema em si, seja em desempenho, fragmentação com o tempo, etc.?

Obrigado pelas outras dicas também. Abraço
Cleverson.

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Cleverson Casarin Uliana-2
In reply to this post by Daniel da Veiga
Buenas:

Em 09/09/2012 23:41, Daniel da Veiga escreveu:
 > Usar testing (~) também mudou minha vida para
> melhor, embora tenha achado alguns bugs ao longo das atualizações...

Sim, pretendo usar ao menos para instalar Gnome 3.2 ou 3.4, mas não sei
se uso desde o início inclusive para o kernel, visto que é uma parte
bastante crítica no sistema; vale a pena ou não?

> Tenho experimentado o Funtoo e gostei dele, mas o fato do sistema de
> pacotes não funcionar atrás de proxy tirou um pouco do encanto.
>
Dei uma olhada na página, pareceu bom, se bem que não consegui perceber
quais seriam as vantagens em relação ao Gentoo para um sistema Desktop,
por exemplo. Também não sei se oferecem o Gnome Shell e qual versão no
momento, tem como ver? No Gentoo segundo o packages.gentoo.org o 3.4
está como hard masked, no Funtoo parece não tem como ver a não ser
instalando?

No mais, grato pelas considerações; estou ainda avaliando o que fazer
com as partições.

[ ]s
Cleverson

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Dalton Barreto
In reply to this post by Raphael Bastos
Em 9 de setembro de 2012 23:12, Raphael Bastos
<[hidden email]> escreveu:

> Ext4 eu recomendo muito. Caso tu tenha uma controladora de HD com
> bateria, ou use um nobreak confiável recomendo desativar o barrier do
> EXT4 pra ter um desempenho fodástico. Qualquer dúvida leia ae meu
> artigo http://wiki.hackstore.com.br/index.php?title=Solucionando_problemas_de_Load_average_alto_com_EXT4
> NÃO USE LVM! é uma bosta e desnecessário caso não precise definir na

Fala aí Raphael, blz?

Fiquei curioso do porque do "NAO USE LVM" tão enfático. =) Tenho usado
por mais de 4 anos, nunca tive nenhum problema e ainda tenho um
"complicador" adicional pois minha partição raiz, que vem "antes" do
LVM, é encriptada. Então pra redimensionar a raiz (que ainda não
precisei) dará um pouco mais de trabalho.

Abraços,

--
Dalton Barreto
http://daltonmatos.com

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Raphael Bastos
LVM é uma bosta em desempenho. :D

Att,
Raphael Bastos

===============================================
Bastos Service Manutenção Industrial Ltda.
http://www.bastosservice.com.br
Linux Reg. User: 388431  //  LPI ID: LPI000214711
email:~> $ echo "vgepqnqikcBdcuvquugtxkeg0eqo0dt" | perl -pe \
's/(.)/chr(ord($1)-2)/ge'
Projeto pessoal:~> http://wiki.hackstore.com.br
===============================================


Em 10 de setembro de 2012 21:58, Dalton Barreto
<[hidden email]> escreveu:

> Em 9 de setembro de 2012 23:12, Raphael Bastos
> <[hidden email]> escreveu:
>
>> Ext4 eu recomendo muito. Caso tu tenha uma controladora de HD com
>> bateria, ou use um nobreak confiável recomendo desativar o barrier do
>> EXT4 pra ter um desempenho fodástico. Qualquer dúvida leia ae meu
>> artigo http://wiki.hackstore.com.br/index.php?title=Solucionando_problemas_de_Load_average_alto_com_EXT4
>> NÃO USE LVM! é uma bosta e desnecessário caso não precise definir na
>
> Fala aí Raphael, blz?
>
> Fiquei curioso do porque do "NAO USE LVM" tão enfático. =) Tenho usado
> por mais de 4 anos, nunca tive nenhum problema e ainda tenho um
> "complicador" adicional pois minha partição raiz, que vem "antes" do
> LVM, é encriptada. Então pra redimensionar a raiz (que ainda não
> precisei) dará um pouco mais de trabalho.
>
> Abraços,
>
> --
> Dalton Barreto
> http://daltonmatos.com
>

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: Opiniões e sugestões para layout de partições

Dalton Barreto
Em 10 de setembro de 2012 22:24, Raphael Bastos
<[hidden email]> escreveu:
> LVM é uma bosta em desempenho. :D
>

Faz sentido. =)

Abraços,


--
Dalton Barreto
http://daltonmatos.com

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: [gentoo-user-br] Opiniões e sugestões para layout de partições

Pablo Hess
>> LVM é uma bosta em desempenho. :D
>
> Faz sentido. =)

Faz não. Nenhum.

E a flexibilidade que se ganha é significativamente maior,
principalmente se você quiser usar máquinas virtuais sobre KVM. Já
experimentou abrigar VMs em arquivos .img em comparação com o uso de
LV's para isso? A diferença de velocidade é gritante *a favor* do LVM.

Não à toa, algumas distribuições já usam LVM no layout padrão do disco
(exemplos: Fedora e família Red Hat).

E mesmo sem KVM, cadê os comparativos pra embasar sua afirmação? Os
últimos números que vi nesse sentido foram publicados no Phoronix e
mostraram o mesmo desempenho com e sem LVM. Na verdade, até foi MELHOR
com LVM, mas só porque o teste sem LVM não estava desativando as
barriers, enquanto que o LVM não usava barriers.

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: [gentoo-user-br] Opiniões e sugestões para layout de partições

Daniel da Veiga
2012/9/11 Pablo Hess <[hidden email]>:

>>> LVM é uma bosta em desempenho. :D
>>
>> Faz sentido. =)
>
> Faz não. Nenhum.
>
> E a flexibilidade que se ganha é significativamente maior,
> principalmente se você quiser usar máquinas virtuais sobre KVM. Já
> experimentou abrigar VMs em arquivos .img em comparação com o uso de
> LV's para isso? A diferença de velocidade é gritante *a favor* do LVM.
>
> Não à toa, algumas distribuições já usam LVM no layout padrão do disco
> (exemplos: Fedora e família Red Hat).
>
> E mesmo sem KVM, cadê os comparativos pra embasar sua afirmação? Os
> últimos números que vi nesse sentido foram publicados no Phoronix e
> mostraram o mesmo desempenho com e sem LVM. Na verdade, até foi MELHOR
> com LVM, mas só porque o teste sem LVM não estava desativando as
> barriers, enquanto que o LVM não usava barriers.
>

Até onde eu saiba, LVM não tem impacto significativo na velocidade. No
entanto, é mais uma camada de abstração, que torna todo o setup mais
complicado (desnecessariamente complicado para uma instalação desktop,
no caso). A única razão para se fazer isso seria no uso de VMs, o que,
convenhamos, também geralmente não é o caso em um desktop comum, e a
performance usando uma partição, um volume lógico ou mesmo uma imagem
não vai impedir ninguém de usar o mais fácil (eu ao menos não espero
performance gritante de meu XP ou 7 virtualizado, ele não é rápido nem
rodando direto no hardware).

Então, se a performance não é um bom motivo, que tal a complexidade
envolvida? Convenhamos, tem uma curva de aprendizado. Eu não sei como
é hoje, mas quando testei, era necessário usar initram, o que hoje
também me afastaria, já que não tenho praticamente nada em módulos e
até o genkernel parei de usar, por adicionar complicações
desnecessárias.

Enfim, hoje, em um desktop, eu elimino complicações, se fosse um
notebook por exemplo, já falamos de encriptação e outros sistemas de
segurança, mas no meu desktop não vejo motivos para ter isso. Quanto
mais straigh forward melhor.

--
Daniel da Veiga

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: [gentoo-user-br] Opiniões e sugestões para layout de partições

Raphael Bastos
Oi,

Algum de vcs que discorda da minha afirmação de que LVM É UMA BOSTA EM
DESEMPENHO, já usou em cima de ORACLE por exemplo?
Só uma curiosidade pra saber onde foi a experiência pessoal que os
levou a concluir que LVM compensa. kkkkkkkkkkk

Att,
Raphael Bastos

===============================================
Bastos Service Manutenção Industrial Ltda.
http://www.bastosservice.com.br
Linux Reg. User: 388431  //  LPI ID: LPI000214711
email:~> $ echo "vgepqnqikcBdcuvquugtxkeg0eqo0dt" | perl -pe \
's/(.)/chr(ord($1)-2)/ge'
Projeto pessoal:~> http://wiki.hackstore.com.br
===============================================


Em 11 de setembro de 2012 01:06, Daniel da Veiga
<[hidden email]> escreveu:

> 2012/9/11 Pablo Hess <[hidden email]>:
>>>> LVM é uma bosta em desempenho. :D
>>>
>>> Faz sentido. =)
>>
>> Faz não. Nenhum.
>>
>> E a flexibilidade que se ganha é significativamente maior,
>> principalmente se você quiser usar máquinas virtuais sobre KVM. Já
>> experimentou abrigar VMs em arquivos .img em comparação com o uso de
>> LV's para isso? A diferença de velocidade é gritante *a favor* do LVM.
>>
>> Não à toa, algumas distribuições já usam LVM no layout padrão do disco
>> (exemplos: Fedora e família Red Hat).
>>
>> E mesmo sem KVM, cadê os comparativos pra embasar sua afirmação? Os
>> últimos números que vi nesse sentido foram publicados no Phoronix e
>> mostraram o mesmo desempenho com e sem LVM. Na verdade, até foi MELHOR
>> com LVM, mas só porque o teste sem LVM não estava desativando as
>> barriers, enquanto que o LVM não usava barriers.
>>
>
> Até onde eu saiba, LVM não tem impacto significativo na velocidade. No
> entanto, é mais uma camada de abstração, que torna todo o setup mais
> complicado (desnecessariamente complicado para uma instalação desktop,
> no caso). A única razão para se fazer isso seria no uso de VMs, o que,
> convenhamos, também geralmente não é o caso em um desktop comum, e a
> performance usando uma partição, um volume lógico ou mesmo uma imagem
> não vai impedir ninguém de usar o mais fácil (eu ao menos não espero
> performance gritante de meu XP ou 7 virtualizado, ele não é rápido nem
> rodando direto no hardware).
>
> Então, se a performance não é um bom motivo, que tal a complexidade
> envolvida? Convenhamos, tem uma curva de aprendizado. Eu não sei como
> é hoje, mas quando testei, era necessário usar initram, o que hoje
> também me afastaria, já que não tenho praticamente nada em módulos e
> até o genkernel parei de usar, por adicionar complicações
> desnecessárias.
>
> Enfim, hoje, em um desktop, eu elimino complicações, se fosse um
> notebook por exemplo, já falamos de encriptação e outros sistemas de
> segurança, mas no meu desktop não vejo motivos para ter isso. Quanto
> mais straigh forward melhor.
>
> --
> Daniel da Veiga
>

Reply | Threaded
Open this post in threaded view
|

Re: [gentoo-user-br] Opiniões e sugestões para layout de partições

Daniel da Veiga
2012/9/11 Raphael Bastos <[hidden email]>:
> Oi,
>
> Algum de vcs que discorda da minha afirmação de que LVM É UMA BOSTA EM
> DESEMPENHO, já usou em cima de ORACLE por exemplo?
> Só uma curiosidade pra saber onde foi a experiência pessoal que os
> levou a concluir que LVM compensa. kkkkkkkkkkk
>

Eu nunca usei em produção, nos testes que fiz (só para ver como
funcionava mesmo), fora ter que aprender alguns comandos a mais, ter
algo a mais inicializando e na época (como mencionei anteriormente)
precisar de initram subindo para acessar os discos, o desempenho do
que instalei (um servidor MySQL e um Lighttpd servindo algumas poucas
páginas) não foi afetado significativamente comparado com o mesmo
setup em uma máquina semelhante sem LVM. Mas CLARO que existem muitos
fatores, fragmentar um sistema através de discos diferentes, por
exemplo.

--
Daniel da Veiga